quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Fatores do Movimento

Pelo menos uma promessa cumprida , ou quase, esse ano. Como eu disse em um post anterior que iria falar sobre os fatores de movimento, que foi o conteúdo que caiu na minha prova teórica esse segundo semestre, queria postar aqui a primeira parte, mas o assunto é muito longo. Então, vou colocar alguns aspectos gerais e aprofundar meu estudo pra fazer um post decente, ou melhor vários posts bem feitos.

Vamos lá!

Primeiro fator de movimento: Espaço.

 Espaço é "o lugar onde existimos". Nós ocupamos o espaço e somos tomados por ele, quer em movimento ou não. Quando nos  movimentamos mudamos a nossa ocupação do espaço. Para Laban, um dos teóricos mais importantes, se não o mais importante o espaço inclui vários itens:

1- Kinesfera - espaço pessoal do tamanho das extremidades sem trocar a base, ou seja sem dar um passo ou se locomover.
                            
                                                                       Meu desenho não ficou lá muito bom.

2- Planos
3-Icosoaédro

4-Níveis - Esse eu acho o mais controverso porque cada escola usa de uma forma. Em todo caso, se divide em Baixo(pliés), Médio (sem plié- pernas esticadas), Alto (meia-ponta e saltos).
5- Direções
6- Atitudes Contrastantes.
 Viram? Só do fator espaço tem uma infinidade de assuntos. Não é tão simples como eu passei aqui, por isso quero me aprofundar e fazer algo bem feito pra não dizer coisas errada.

Força/Peso

Esse fator é representado pela cruz de esforços de Laban por duas atitudes contrastantes.
Forte/Pesado: Numa atitude ativa usa-se de força muscular que resulta num movimento forte. Quando cedemos a força da gravidade temos uma atitude passiva, que resulta num movimento de queda ou num movimento pesado.
Leve/Fraco:  Ao contrário de anterior tende para cima, vez que usam qualidades opostas leve/fraco, no sentido oposto da força da gravidade, uma suspensão momentânea. 

Tempo/Ritmo

Ritmo: Suceder de velocidades do movimento no tempo.
Elementos do Tempo: Pulso, Acento, Intervalo, Duração, Intensidade, velocidade

Fluência

Livre: fluxo liberado de energia.
Controlada: prontidão para interromper a qualquer momento o fluxo do movimento, sensação de pausas.
(Fonte: Material Didático do CDM)

Recomendo que estudem sobre a teoria de Laban, mesmo quem faz clássico acho que é ótimo, pois as idéias dele são usadas em educação física e até mesmo no teatro.
Encontrei um livro online sobre Laban, quem quiser estudar mais por conta própria é uma ótima dica. Para ler o livro clique aqui.

11 comentários:

  1. Bacana demais seu post Ana! Curti mesmo

    ResponderExcluir
  2. Olha,se todas a s bailarinas compreendessem ao menos o fator espaço,seria tudo tão melhor...
    kkkkkk
    Beeijos!

    ResponderExcluir
  3. Ana,continue estudando! Você será uma bilarina!

    Sou professora de arte e estava procurando um artigo sobre dança para uma aula e finalmente encontrei o seu que desmistifica toda a teoria de Rudolf Laban. Parabéns e obrigada.
    Elo.

    ResponderExcluir
  4. ALOOOOOOOO SOCORRROOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  5. obrigado me ajudou so q nzxacszddf

    ResponderExcluir

Dance